Episódio #262 – Comorbidades em psiquiatria

Uma comorbidade você sabe o que é, não? É a ocorrência simultânea de duas ou mais doenças ou transtornos em um mesmo paciente. Sendo a comorbidade muito mais a regra do que a exceção na prática psiquiátrica, dispusemo-nos a enfrentar o desafio de preparar um episódio sobre comorbidades em psiquiatria. Pois então, no episódio 262 do PQU Podcast, apresentaremos o conceito e os tipos de comorbidade, suas possíveis causas, suas implicações epistemológicas, epidemiológicas e clínicas, e, finalmente, seu impacto no encaminhamento terapêutico e no prognóstico do caso. Só tudo isso. Aproveite!

Episódio #261 – Ruído na Psiquiatria

Bem-vindo à 13ª temporada do PQU Podcast. A psiquiatria é a especialidade médica que tem mais ruído intrínseco. O ruído, aqui, é um dos componentes do erro em julgamentos e decisões. O outro é o viés. Mesmo em atividades médicas mais concretas, em oposição aos julgamentos mais subjetivos que os psiquiatras realizam, há muito ruído. Diante do mesmo caso, diferentes médicos discordam quanto à presença ou não de melanoma, de câncer, de doença cardíaca, de tuberculose, de pneumonia e, evidentemente, de um transtorno mental. No episódio 261 do PQU Podcast descrevemos os tipos de ruído em nossa especialidade e o que pode ser feito para minimizá-lo. Depois de escutá-lo, você valorizará mais o som e buscará com mais afinco a melodia na sua prática psiquiátrica.

Episódio #260 – PQU Entrevista Luiz Augusto Rohde

E chegamos ao final da décima segunda temporada do PQU Podcast! Você que nos acompanha já sabe: a cada dez episódios uma entrevista. No episódio 260 quem nos conta como se deu sua carreira como psiquiatra, professor e pesquisador é o Luiz Augusto Rohde. Professor titular de psiquiatria da infância e adolescência da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, é de lá que o Rohde se lança em atividades diversas e empolgantes dentro e fora do Brasil. Com a clareza e objetividade que lhe são peculiares o Rohde nos contou sua trajetória prodigiosa, de muito talento e dedicação. Mais uma entrevista inspiradora para você, psiquiatra em formação!

Episódio #259 – Um mapa com lacunas importantes

Chegou às nossas mãos, como pode ter chegado às suas, um Mapa das Evidências sobre a efetividade da Cannabis Medicinal. No episódio 259 do PQU Podcast o analisamos no detalhe. Nosso resumo: não há evidências de qualidade que permitam que se faça qualquer coisa parecida com uma prática baseada em evidências quando se fala de canabinóides em transtornos psiquiátricos. Repito, se ainda não ficou claro: não há evidências de qualidade que justifiquem esse uso. Escute o episódio com atenção. Se surpreenderá com a quantidade de informações que ele contém. Aproveite.

Episódio #258 – 4 por 4 – Oito preceitos básicos da Entrevista Motivacional

Estou em dívida com você ouvinte há exatos 246 episódios. Prometi no episódio de número 12 que a Entrevista Motivacional voltaria ao PQU Podcast. Não devo mais, ela está de volta! A quarta edição do livro de Willian Miller e Stephen Rollnick intitulado Entrevista Motivacional, ajudando pessoas a mudar e crescer me inspirou e no episódio 258 do PQU Podcast vou discutir 8 preceitos básicos e indispensáveis para a prática da Entrevista Motivacional que podem ajudar você, psiquiatra em formação, em sua prática clínica.

Episódio #257 – A Hipótese do Espectro Bipolar

Frequentemente, na clínica, nos deparamos com casos complexos, que não conseguimos localizar em uma das categorias diagnósticas que facilmente identificamos nos quadros prototípicos. Temos nesta zona cinzenta, por exemplo, sintomas de humor com características mistas: depressão, ansiedade e agitação psicomotora fazendo parte da mesma síndrome. No episódio 257 do PQU Podcast, abordamos a evolução histórica e os diagnósticos diferenciais do Espectro Bipolar, conceito que tenta dar conta da complexidade dos casos não prototípicos que se situam na zona fronteiriça entre doença afetiva uni e bipolar. Convido a você, psiquiatra em formação, para acompanhar essa discussão e assim formar sua própria opinião crítica sobre o tema.

Episódio #254 – Mantendo a linha

No episódio 254 do PQU Podcast, abordamos as principais causas de frustração e enfado no médico durante uma consulta. Ninguém está imune a elas. Falaremos mais detalhadamente sobre seis dessas causas. A ideia é capacitar o psiquiatra em formação a identificá-las para neutralizar o incômodo que provocam e, ao fazer isso, não prejudicar tanto o seu desempenho. Esse é mais um episódio linha direta, daqueles que mudam para melhor sua prática clínica depois de escutado. Bom proveito.

Episódio #253 – Lisdexanfetamina

No episódio 253 do PQU Podcast, temos mais uma contribuição de Diego Cavicchioli, psiquiatra e professor do curso de Medicina da Universidade Estadual de Londrina. Dessa vez, ele apresenta uma bela revisão sobre a lisdexanfetamina para o nosso Fichário de Psicofármacos. Na introdução, ele fala um pouco da história das anfetaminas para na sequência, com a didática que lhe é peculiar, abordar as características farmacológicas, uso clínico, efeitos colaterais e interações medicamentosas. Vale a pena escutar.

Episódio #252 – Tratamento personalizado do paciente com transtorno bipolar

No episódio 252 do PQU Podcast, falaremos sobre os vários fatores que devem ser levados em conta para se personalizar o tratamento de um adulto com transtorno bipolar. Os que já escutam o nosso podcast sabem que por tratamento personalizado não nos referimos a abordagem direcionadas por testagem farmacogenética, cuja utilidade clínica ainda é questionável, mas sim ao verdadeiro sentido de personalizado, ou seja, sob medida para a pessoa que apresenta o transtorno mental e de acordo com as características clínicas do quadro que ela apresenta. Você não pode perder. Esse é daqueles que mudam conduta depois de escutados com atenção.

Episódio #251 – O entrevistador diligente – A autenticidade na entrevista psiquiátrica

Autenticidade é um elemento importante em qualquer relação humana de qualidade, imagine então na relação médico paciente! Porém, quão importante ela é? Seria benéfica em qualquer situação clínica? E mais importante, é possível que você, psiquiatra em formação, domine e module o uso da autenticidade na entrevista psiquiátrica em prol do melhor tratamento do paciente? Discutiremos estas e outras questões relacionadas ao tema no episódio 251 do PQU podcast, aproveite!