Episódio #187 – Intervenção Precoce em Psiquiatria

No episódio #187 do PQU Podcast temos o prazer de receber novamente o psiquiatra Gabriel Elias, grande conhecedor de intervenção precoce em psiquiatria uma vez que é coordenador do Ambulatório de Primeiro Episódio Psicótico, além de supervisor da Complementação Especializada em Cuidados Agudos e Intervenção Precoce em Psiquiatria do Hospital das Clínicas da USP de Ribeirão Preto. A estruturação de serviços com esta finalidade surgiu nos anos 1980 e 1990, inicialmente na Austrália. Nos países em desenvolvimento, o nosso entre eles, ainda são poucos os serviços para atendimento dessa população. Vale a pena escutar para ampliar seus conhecimentos.

Episódio #182 – Oportunidades internacionais para o Psiquiatra em Formação

Vivências no exterior são enriquecedoras: expandem a visão, complementam a formação e dão polimento ao conhecimento já adquirido. Mas quais são as possibilidades de vivências no exterior disponíveis para o psiquiatra em formação? No Episódio #182 do PQU Podcast, conversamos com a psiquiatra Mariana Pinto da Costa, que tem vasta experiência em vários países e é pesquisadora da formação psiquiátrica ao redor do mundo. Ela é também é a presidente da seção de psiquiatras em início de carreira e secretária da seção de educação da World Psychiatric Association (WPA). Muito simpática e acessível, ela compartilhou suas experiências e falou das várias oportunidades hoje existentes para formação internacional de psiquiatras. Esperamos que você também aproveite.

Episódio #173 – A Família no tratamento do paciente psiquiátrico

Você já deve ter acompanhado algum caso em que a família do paciente psiquiátrico tem importante papel, seja na melhora ou na piora do quadro. O olhar para a dinâmica familiar no processo de saúde e doença de nossos pacientes é fundamental na formação do jovem psiquiatra. No episódio 173 do PQU Podcast, vou contar a história do desenvolvimento do grupo multifamiliar, apresentar as evidências da eficácia dessa intervenção e falar da minha experiência de mais de um ano e meio coordenando o grupo multifamiliar do ambulatório de primeiro episódio psicótico do Hospital das Clínicas da USP de Ribeirão Preto, inclusive a migração de presencial para online, e como ela mudou a minha prática clínica.

Episódio #159 – Assistência digital em psiquiatria: Novas ferramentas

Autor:
Algumas mudanças, já em curso em nossa sociedade, foram aceleradas pelos impactos da pandemia da Covid-19 e todos tiveram que se adaptar rapidamente a novas ferramentas do mundo digital. Para nós, médicos psiquiatras, não foi diferente. Quem de nós não precisou aprender em pouco tempo a fazer uma teleconsulta, uma receita digital, um telemonitoramento? Mas, quais as possibilidades existentes? São elas eficazes e confiáveis? Quais suas potencialidades e limitações? No episódio #159 do PQU Podcast vou apresentar uma evolução histórica do desenvolvimento da assistência digital em psiquiatria e estudos recentes que apontam o futuro destas tecnologias. Espero que você aproveite!

Episódio #154 – Síndrome de retirada de antidepressivos

A síndrome de retirada a antidepressivo é um tema que não deveria passar despercebido em nossos estudos e nossa prática clínica! Depois de quanto tempo da retirada da medicação ela pode aparecer? Como identifica-la e diagnostica-la? Qual a diferença entre a síndrome de retirada e uma recaída ou um novo episódio? Como trata-la? São muitos os questionamentos e recentes revisões sistemáticas têm mostrado que são mais prevalentes do que pensamos. No episódio 154 do PQU Podcast vou apresentar evidências e opiniões sobre a síndrome de retirada a antidepressivo, espero que você aproveite!

A Venlafaxina foi o primeiro antidepressivo aprovado pelo FDA para o tratamento do transtorno de ansiedade generalizada. Ela e seu metabólito, a Desvenlafaxina, são muito utilizados na clínica psiquiátrica. Nesse meu primeiro episódio como Podcaster colaborador vou apresentar os aspectos farmacológicos dessa medicação, seus principais usos terapêuticos, efeitos colaterais e estratégias para lidar com a síndrome de retirada.